Qual a necessidade de monitorar a arrecadação tributária de sua empresa?

Necessidade de monitorar a arrecadação tributária

Muitos empresários se queixam de ter de pagar uma carga de impostos excessiva sob o valor total de transações realizadas em seu estabelecimento comercial. Especialistas em direito tributário contestam essa queixa em relação ao ônus dos tributos cobrados na venda de bens e serviços. Na verdade, quem paga o valor dos impostos incidentes em mercadorias e serviços é o consumidor, cabendo ao empresário recolher os tributos e repassá-los aos órgãos públicos competentes.

Sob essa ótica, a sonegação de impostos por parte do empresariado impacta na concorrência desleal entre os competidores do mercado, pois empresas que tendem a negligenciar as regras tributárias vigentes conseguem praticar preços menores ou aumentar a margem de contribuição dos itens comercializados. Nasce assim um ciclo vicioso que configura um crime fiscal de sérias implicações para as empresas que optam por sonegar.

Há um consenso geral que a carga tributária do país é altíssima o que influencia o contexto comercial do mercado bem como os índices de oferta e procura de produtos e serviços. Por esse motivo é relevante saber da importância do monitoramento tributário que deve ser realizado pelos gestores e contadores das empresas.

O monitoramento dos valores tributários arrecadados por uma empresa garante sua idoneidade junto às receitas estadual e federal, certificando-a como uma empresa responsável e em dia com suas obrigações legais. Contar com ferramentas que auxiliem a configuração dos tributos contribui para o levamento destes valores diante dos documentos fiscais de emissão obrigatória, como Sintegra e SPED.

Como medida gerencial o monitoramento tributário garante uma visão aprimorada sobre os produtos comercializados e serviços ofertados pela empresa, proporcionando que estratégias de venda sejam aplicadas para produtos que possuem carga tributária menor, isenta ou incidente de substituição tributária.

Para realizar esse controle interno, o sistema ERP Open Manager auxilia os gestores a configurar os tributos incidentes em cenários tributários que facilitam a indicação de impostos junto aos produtos e serviços cadastrados. O software em nuvem conta com módulos avançados para geração de relatórios capazes de apontar com precisão o total de tributos arrecadados por período, grupo de produtos ou por unidade comercial.

Faça seu comentário